quarta-feira, 4 de maio de 2011

O tom da infância

A difícil convivência com a mãe superprotetora é o fio condutor de uma narrativa diante da qual é impossível ficar indiferente. Cada cena, cada gesto, cada pequena conquista da menina diante de um mundo muitas vezes hostil nos remete à inocência perdida de uma infância pontuada por dificuldades, mas que deixa uma bela lição de vida, de coragem e de superação.


Leia abaixo um trecho de O tom da infância, de Fany Aktinol

O tom da infância

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

satara