sexta-feira, 14 de maio de 2010

Lançamento de "Atire em Sofia"



A comemoração pela nova edição de Atire em Sofia, de Sonia Coutinho será neste sábado, dia 15 de maio, na Casa 6 da Associação de Amigos do Jardim Botânico. No evento, haverá um coquetel e leitura dramática de trechos do livro, pelo ator Edward Boggiss.

Nesta entrevista ao escritor e jornalista Rubem Mauro Machado, Sonia analisa seu livro:

RUBEM MAURO: Fale um pouco do Atire em Sofia.

SONIA C. – O romance, antes de mais nada, fala de um verão em que uma cidade misteriosa se torna palco de aparições, assombrações. E há um assassinato cometido a várias mãos...

RUBEM MAURO – Personagens femininas são predominantes em sua literatura. É assim também em “Atire em Sofia”?

SONIA C. – Neste romance há vários personagens, muitos deles masculinos, mas o destaque é o percurso de Sofia. Na verdade, nunca antes coloquei tantos personagens num texto como aqui. Temos, por exemplo, João Paulo, o jornalista que deixa seu emprego para escrever um romance policial... Há Fernando, um advogado acomodado, que tenta preservar seu conforto, acima de tudo. E Matilde, uma mulher desesperada, que dialoga com Maria Callas... Mas, segundo o Dudu Boggiss, que fará a leitura dramática de trechos do livro, o que se pode chamar de “tema central” do “Atire em Sofia” é o preconceito.

 
Leia a entrevista na íntegra no Jornal Sidarta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

satara